Terça-feira, 12 de dezembro de 2017
Banco do Brasil

Delegado sindical Bento é vítima de perseguição do BB


17/11/2017
Bancários na Luta, edição 12

O governo Temer tem um objetivo: calar o sindicalismo combativo no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal, afinal, ambos os bancos estão passando por contínuas reestruturações e qualquer voz dissonante pode atrapalhar seus planos de privatização dos bancos públicos. 

A mais nova vítima do BB é Bento José Ferreira, delegado sindical da GECEX Operações, em São Paulo.

Utilizando como motivos a participação no piquete da Greve Geral do dia 28 de abril e postagens que mostravam a truculência da polícia e da gerência do BB para exigir a entrada de funcionários no banco, o BB abriu processo administrativo contra Bento.

Sindicato dos Bancários de Bauru e Região/CSP-Conlutas já enviou à direção do Banco do Brasil, na figura de José Caetano de Andrade Minchillo, diretor da DIPES, moção de repúdio à atitude do banco.

Recentemente, a Caixa Econômica Federal também provou que não aceita o sindicalismo classista e independente de governos e patrões ao suspender o contrato de trabalho de Juary Chagas, Conselheiro Fiscal do Sindicato dos Bancários do Rio Grande do Norte. Além da suspensão, o banco pede autorização na Justiça do Trabalho para demiti-lo. Como base do processo, imagens de uma câmera que monitorava suas atividades sindicais.

Sindicato não aceita a criminalização dos piquetes de greve e a restrição da liberdade de expressão.



No Facebook, existe uma página que ajuda a divulgar a campanha contra a perseguição nos bancos públicos, clique aqui para conferir. 

Curtam a página e participem dessa luta!


Sindicato dos Bancários e Financiários de Bauru e Região
Rua Marcondes Salgado, 4-44, Centro - CEP 17010-040 - Bauru/SP
Fone (14) 3102-7270 Fax (14) 3102-7272 - contato@seebbauru.com.br