Quarta-feira, 13 de dezembro de 2017
Bradesco

Greve geral contra as reformas de Temer: bancários de Bauru dão exemplo de luta!

Mostrando combatividade, bancários se reuniram na praça Rui Barbosa e saíram em passeata junto com outras categorias

Bancários na Frente 032
04/05/2017

Trabalhadores bauruenses deram um exemplo de mobilização no dia 28, na greve geral contra as reformas do governo Temer. De acordo com a reportagem do Jornal da Cidade, os organizadores do movimento estimam que 10 mil pessoas participaram da passeata realizada no Centro -- a Polícia Militar diz que foram 4 mil.

Sindicato dos Bancários de Bauru e Região reuniu aproximadamente cem empregados do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal na praça Rui Barbosa, a partir das 9 horas, que por volta das 10h30 se uniram aos demais manifestantes em passeata pelas ruas do Centro.

Os bancários tinham como eixo da paralisação a luta contra as reformas previdenciária e trabalhista, contra a terceirização e em defesa dos bancos públicos, que estão passando por reestruturação neste governo Temer.

Quanto às demais cidades da região, Roberval Pereira, diretor do Sindicato, conta que, em Avaré, bancários da Caixa Econômica Federal participaram da greve unindo-se a trabalhadores de outras categorias no Largo do Mercado Municipal (Praça da Independência). Outro diretor da entidade, Marcelo Negrão, conta que funcionários do Banco do Brasil de Bernardino de Campos também aderiram à greve, indo até Piraju para participar do ato contra as reformas. Por fim, Walter Tavares Jr., também diretor do Sindicato, paralisou diversas agências de Santa Cruz do Rio Pardo e representou a entidade numa passeata pelo Centro da cidade.

Em nível nacional, o conjunto das centrais sindicais afirma que cerca de 40 milhões de trabalhadores aderiram à greve geral, o que reforça o caráter vitorioso da atividade, já que desde 1992 não acontecia uma greve geral no país.

Para o Sindicato, somente a manutenção da mobilização garantirá que esse Congresso vendido não retire direitos históricos dos trabalhadores. Dia 28 foi só o começo!


Faltas

Sindicato dos Bancários de Bauru e Região está preparando ação coletiva para abonar o dia 28, pois os bancos estão classificando como "falta não autorizada" o dia de quem participou da greve. O Sindicato dos Bancários do Rio de Janeiro já conseguiu tutela antecipada para proibir essa prática.

Sindicato de Bauru cumpriu todas as formalidades legais para impedir que o dia fosse descontado (publicação de edital em jornal de grande circulação, aprovação da greve em assembleia e o envio de comunicado a todos os bancos). Portanto, quem lutou por todos não merece ser punido!






Acima, cenas da massiva greve em Bauru, que reuniu milhares de trabalhadores; abaixo, cenas do movimento em Avaré e em Santa Cruz do Rio Pardo









O JC fez uma boa reportagem sobre o ato, mencionando, inclusive, o papelão protagonizado por um diretor do Sindicato (leia aqui)


Sindicato dos Bancários e Financiários de Bauru e Região
Rua Marcondes Salgado, 4-44, Centro - CEP 17010-040 - Bauru/SP
Fone (14) 3102-7270 Fax (14) 3102-7272 - contato@seebbauru.com.br