, 17 de dezembro de 2017
Bradesco

Sindicato protesta contra 3 demissões do Bradesco em Bauru


27/06/2017
Bancários na Frente, edição 37

Na manhã da última quinta-feira, dia 22, diretores do Sindicato dos Bancários de Bauru e Região fizeram um protesto em frente à agência Duque de Caxias do Bradesco contra três demissões injustificadas do banco.

                                              Fotos: Estela Pinheiro / Seeb Bauru




Com o apoio do caminhão de som, eles denunciaram à população a falta sensibilidade social do Bradesco e as consequências da nefasta política de metas do sistema financeiro, que todos os anos leva milhares de bancários a perder o emprego, já que não conseguem vender a quantidade de produtos esperada pelos patrões.

Em junho, por exemplo, três empregados do Bradesco foram demitidos em Bauru (um da agência Duque de Caxias, um da agência Ezequiel Ramos e um do PA do supermercado Tauste), sendo dois deles por causa das famigeradas metas e o outro por ter se aposentado.

Aposentadoria

A aposentadoria não encerra o contrato de trabalho. A legislação permite que o trabalhador se aposente e continue trabalhando.

No entanto, o Bradesco, assim como outros bancos, finge se esquecer disso e demite bancários logo que eles conquistam a aposentadoria. E o pior é que não contrata ninguém para a vaga, fomentando o desemprego e gerando sobrecarga de trabalho para os empregados.

Produtividade

Sindicato dos Bancários de Bauru e Região apurou que a segunda demissão teve como base o argumento da ?baixa produtividade?. Para o Sindicato, legalmente, produtividade não justifica demissão. Se justificasse, a demissão seria classificada como ?justa causa?.

O Bradesco fecha os olhos para a grave situação econômica do país ao continuar aumentando a cobrança por metas diariamente e punindo com demissão os empregados que não conseguem vender o esperado.


Desespero

O terceiro caso foi de um empregado que vendeu um produto sem autorização do cliente. Ele trabalhou no Bradesco por seis anos, sem nada que o desabonasse. Para o Sindicato, esse bancário foi mais uma vítima da pressão por metas inatingíveis.

A entidade sempre orienta que o bancário não descumpra o regulamento do banco no desespero para bater metas, já que na primeira oportunidade o banco se aproveitará disso para descartá-lo.

O único beneficiado com a venda dos produtos é o banco, já que no Bradesco não existe remuneração por venda de produto.

Sindicato dos Bancários de Bauru e Região dará todo o apoio jurídico aos trabalhadores demitidos e continuará lutando contra as metas abusivas e contra qualquer demissão imotivada.


Sindicato dos Bancários e Financiários de Bauru e Região
Rua Marcondes Salgado, 4-44, Centro - CEP 17010-040 - Bauru/SP
Fone (14) 3102-7270 Fax (14) 3102-7272 - contato@seebbauru.com.br